Cedida por C.

Descobri que estava grávida em fevereiro de 2014, tinha 6 semanas. Senti uma enorme felicidade acompanhada de medo, medo porque o pai não iria querer o bebé. Tinha os seus planos para viajar e sentia-se muito jovem, não queria perder a juventude nem limitar a sua vida, que ainda não considerava estável para esse passo.

Ver mais...

Chega o dia tão esperado: o bebé nasceu e tudo está bem! É mais um dia de vida para a Vida Norte! É, pois, emocionada que a Vida Norte vê a sua jovem feliz, com o seu filho nos braços e agradecida por ter sido mãe.

Ver mais...

Isso me faz pensar, e qual o valor de ser pai? Pai não tem frase pronta, não tem ditado popular que brinca com as emoções, quase nem tem licença de paternidade…

Ver mais...

Sou mãe de um prematuro extremo, que nasceu de 26 semanas e 6 dias.
Tudo corria tranquilamente até que fico internada com 25 semanas…

Ver mais...

Sobre o meu livro, não sei se lhe chame de obra, vêm-me à lembrança obras primas e para essas, ainda me faltará um bocadinho (assim)…

Enquanto adolescente e jovem adulta sempre pensei que na minha vida estaria destinada a grandes feitos, ou médios, mas daqueles perduram na memória dos outros, que nos fazem ser conhecidos ou reconhecidos, dos que fazem com que as pessoas saibam o nosso nome mesmo sem nos conhecerem.

Ver mais...

Já conhece a simpática Rita Ferro Alvim, autora do livro e blog Socorro! Sou Mãe…??

Temos o prazer de partilhar consigo como é que a Rita “enfrentou” o pós-parto: se conseguiu recuperar a boa forma física e as principais dificuldades que sentiu… ainda deixou uma mensagem especial a todas as futuras mamãs da Rede Mãe! Nós perguntámos, a Rita respondeu… Vale a pena ler a entrevista completa!

Ver mais...
RedeMae

As nossas mãos são o principal veículo de transmissão de microorganismos (“pequenos bichinhos” que podem causar doença) de uma pessoa para outra. Mesmo que não se aperceba que tem as mãos sujas esses “bichinhos” vão estar em superfícies menos limpas e, quando tocar nesses locais – como por exemplo, na maçaneta da porta, no corrimão das escadas, etc. – eles vão passar para as mãos e por aí

Ver mais...

Hemofilia é uma doença genética, muito importante para todos nós, pelas consequências desta grave enfermidade. É uma doença que implicava que as pessoas se submetessem a sessões frequentes de transfusões sanguíneas e outros transtornos.

Ver mais...
última atualização: Sexta-feira, 12 de Setembro de 2014 14:54:01