Método Canguru

Segundo a Organização Mundial de Saúde o método Canguru consiste no contacto pele com pele entre o bebé e a mãe, num período precoce, longo e contínuo. Surgiu na Colômbia em 1979 graças ao Dr. Reys Sanabria e Dr. Hector Martinez no Instituto Materno-Infantil de Bogotá, com o objetivo de diminuir os custos dos cuidados perinatais.

Este método consiste sensivelmente em três etapas:

  1. na Unidade de Neonatologia o bebé é colocado ao colo da mãe ou pai, estando com a sua pele em contacto direto com a pele de quem o segura, evoluindo até que seja possível deixar o bebé numa posição vertical (tipo canguru), em alguns períodos do internamento;
  2. numa fase posterior, o bebé será colocado na posição de canguru o máximo de tempo possível
  3. a terceira fase diz respeito ao período que segue a alta hospitalar, em que a mãe e/ou o pai são aconselhados a segurar o seu bebé na posição de canguru.

 

Este método traz vários benefícios principalmente para o bebé, aumentando o vínculo do bebé-mãe ou bebé-pai, promove o aleitamento materno, bem como o desenvolvimento neurocomportamental e psicoafetivo do recém-nascido com baixo peso/ prematuro, permite um maior controlo da temperatura corporal, favorece a estimulação sensorial adequada, contribui para a redução do risco de infecção hospitalar, parece reduzir o stress e a dor sentida pelos bebés, aumenta a confiança dos pais ao lidar com o bebé e contribui para a otimização dos leitos na unidade de neonatologia.

Publicado a 28 de outubro de 2013

Ministério da Saúde. (2011). Atenção à Saúde do Recém-Nascido-Volume 4.

Veja o que a nossa comunidade está a dizer sobre este tema e comente! Comentar