Mitos do pós-parto

Texto de opinião

 

Depois do bebé nascer, no pós-parto, a mãe vai sentir várias alterações tanto a nível física como psicológico, ficando mais vulnerável a opiniões exteriores. Por outro lado, a família tenta a todo custo ajudar e transmitir todo o seu conhecimento, as suas crenças, hábitos, experiências…

Por ser um período cheio de incertezas e vulnerabilidade, muitas vezes, as mulheres acabam por acreditar e adotar algumas medidas baseadas em mitos mais antigos. Os mitos são muitos e abordam vários aspetos do quotidiano como a alimentação, a higiene pessoal, atividade física, a amamentação e cuidados com a ferida cirúrgica.

Por isso mesmo, fomos reunindo alguns mitos e vamos tentar desmitificá-los:

#1 “Não se pode lavar a cabelo durante o pós-parto. O sangramento pode reverter da vagina para a cabeça e deixa a mulher louca.” – MITO. Ainda que a mulher esteja mais sujeita a hemorragias e ainda a depressão, não há um fundamento científico para esta frase. As hemorragias não se revertem, e não é a hemorragia que deixa a mulher louca. A mulher poderá sofrer de alterações psicológicas devido à sua vulnerabilidade. Pode lavar a cabeça sem problemas.

 

# 2 “Durante o pós-parto deve estar em repouso total, evitando até as tarefas diárias.” – O repouso absoluto não é obrigatório e, desde que a mulher se sinta bem, pode retomar as suas tarefas diárias e pode cuidar do seu bebé.

 

# 3 “A amamentação faz com que o peito descaia.” – O ato de mamar por si só não faz com que o peito descaia, este acontecimento depende muito da predisposição genética e da utilização de um soutien de reforço adequado.

 

#4 “Se o bebé arrotar ainda no peito, vai prevenir as fissuras” - Não existem trabalhos que evidenciem este comportamento. 

 

Texto traduzido pela Equipa da Rede Mãe e adaptado à cultura portuguesa.

Publicado a 11 de outubro de 2013

Veja o que a nossa comunidade está a dizer sobre este tema e comente! Comentar